5.12.07

Como é bom poder tocar um instrumento

O tempo realmente passou e o nosso armazém ficou meio largado no último mês. Mas é hora de tirar a poeira do balcão e abrir as portas novamente, aproveitando para chamar a banda para uma serenata. Faltam na lista abaixo mais contribuições gringas. Entendam como um convite para complementá-la.

Amanheceu, peguei a viola - Renato Teixeira
Apanhei-te cavaquinho - Jacob do Bandolim
Aula de piano - Frenéticas
Bandolins - Oswaldo Montenegro
Berimbau - Baden Powel e Vinícius de Moraes
Brasil pandeiro - Novos Baianos
Cavaco emprestado - Paulinho da Viola
Cordas de aço - Cartola
Kid Cavaquinho - João Bosco
Mr. tambourine man - Bob Dylan
O ronco da cuíca - Céu
Piano na Mangueira - Chico Buarque
Quem tem a viola - Boca Livre
She bangs the drums - Stone Roses
Viola enluarada - Marcos Valle
Viola fora de moda - Edu Lobo
Viola meu bem - Dona Edith do Prato
While my guitar gently weeps - Beatles

7.11.07

Será que o tempo realmente passa?

O tempo e sua passagem implacável são temas clássicos da filosofia e, como não podia deixar de ser, da música também.

O tempo que não passa, o tempo que passa rápido demais, a falta de tempo e outras declinações do tema renderam notórios clássicos populares. Chegou a hora então de listarmos músicas sobre essa misteriosa e impalpável dimensão.

Mas devagar com o andor: tem muita música com tempo no nome que não fala exatamente da dimensão que quero tratar aqui. Algumas da lista a seguir, inclusive, poderiam ter sua entrada vetada por um examinador mais criterioso. Mas a polêmica é bem-vinda.

Em tempo:

Chrono - Kraftwerk
Come on (Let the good times roll) - Jimi Hendrix
Counting out time - Genesis
Distance equals rate times time - Pixies
El reloj de pastora - Bebo Valdés
Golden hours - Brian Eno
Good times - Sam Cooke
Good times bad times - Led Zeppelin
I just wasn't made for these times - Beach Boys
No time this time - Police
Pledging my time - Bob Dylan
The times they are a-changing - Simon & Garfunkel
There is no time - Lou Reed
These things take time - Smiths
Time after time - Chet Baker
Time - David Bowie
Time - Pink Floyd
Time between - Byrds
Time has told me - Nick Drake
Time is on my side - Rolling Stones
Times have changed - The Impressions
Typical time - The View
Wasting my time - White Stripes
Where have all the good times gone - Kinks

E os brazucas:

Lunário perpétuo - Antônio Nóbrega
Miraí (Meus tempos de criança) - Ataulfo Alves
No balanço das horas - Metrô
O relógio - Walter Franco
O relógio quebrou - Jorge Mautner
O tempo não pára - Cazuza
Oração ao tempo - Caetano Veloso
Será que o tempo realmente passa? - Felipe Rocha
Tempo de amor - Baden-Powell e Vinicius de Moraes
Tempo de glória - Wilson Moreira e Nei Lopes
Tempo no tempo - Mutantes
Tempo perdido - Legião Urbana
Tempo rei - Gilberto Gil
Tempos idos - Cartola

Tome o tempo de fazer seus acréscimos aí embaixo.

2.11.07

É o destino

Essa aqui vai como resposta a um pedido de um amigo. Ele queria "musicas q falassem sobre coincidencia e/ou destino". Como o homem escreveu sobre tudo, a primeira música que eu lembro sobre qualquer assunto é sempre do Dylan. Mas depois veio a minha favorita sobre esse tema específico: Roll the Bones, do Rush.

"We go out in the world and take our chances
Fate is just the weight of circumstances
That's the way that lady luck dances
Roll the bones"

Segue a lista sobre destino/coincidência, sob um viés kardecista, em nível crescente de cinismo.

Simple Twist of Fate - Bob Dylan
Valsinha - Chico Buarque
Pavio do Destino - Sergio Sampaio
O dia em que a terra parou - Raul Seixas
Roleta russa - Canastra
Roll the Bones - Rush
A Rose for Emily - The Zombies
Eleanor Rigby - The Beatles

Como sempre, aceitamos sugestões, e lembrem-se:

"Sorte é uma questão de oportunidade
Já que a vida nega a razão
em prol da fatalidade"

16.10.07

Cê bobo, minino!

Esta lista tem endereço: Rua dos Bobos, nº 0. É pra lá que vamos para exaltar os momentos inglórios do intelecto humano (que, em geral, não são poucos, diga-se). Comecemos assim:

Besta é tu - Novos Baianos
Chain of fools - Aretha Franklin
Coração bobo - Alceu Valença
Estúpido cupido - Celly Campello
Idioteque - Radiohead
Idiot prayer - Nick Cave
Jack-ass - Beck
Lobo bobo - João Gilberto
Morre o burro fica o homem - Jorge Ben
Ouro de tolo - Raul Seixas
Qualquer bobagem - Mutantes
Sabor de burrice - Tom Zé
The fool on the hill - Beatles

Deixe de ser bobo e dê sua contribuição.

Comida a quilo

O advento (nem tão) recente dos restaurantes a quilo é um fenômeno genuinamente brasileiro. Em que outra cultura poderiam aflorar esses estabelecimentos ecléticos por definição, nos quais a composição do prato cabe única e exclusivamente ao freguês?

Graças à inventividade do brasileiro, esses estabelecimentos oferecem um conceito único de almoço, no qual é possível ver, por exemplo, composições que misturam em um mesmo prato - a TV não me deixa mentir - um pedaço de lasanha, uma colherada generosa de feijoada e três sushis de atum.

É inspirado no ecumenismo gastronômico do brasileiro que proponho aqui mais uma lista de músicas sobre comida. Pensei inicialmente em apresentar o cardápio de forma mais ordenada, à imagem do que fiz com as sobremesas, que dividi entre frutas e inhaca. Mas logo me toquei de que haveria um número virtualmente infinito de categorizações possíveis - entradinhas, saladas, carnes, peixes etc.

Então vamos fazer como num restaurante cê-se-serve-se: o freguês monta seu prato como bem entender, e cada um que se entenda com seu estômago depois. Como nos bons quilos, vale até repetir o prato - só não pode repetir o cozinheiro. Combinado? Bom apetite!

Acabou a sopa - Marçal
Arte culinária - Elton Medeiros
Canjiquinha quente - Rumo
Coalhada - Sambrasa Trio
Comida - Titãs
Cravo e canela - Clube da Esquina
Em festa de rato não sobra queijo - Coro dos Compositores da Portela
Feijoada completa - Chico Buarque
Guacamole - Kevin Johansen & the Nada
Heinz Baked Beans - The Who
Is there life after breakfast? - Ray Davies
Les cornichons - Nino Ferrer
L'odeur des poivrons - Voleurs de Poules
Milho verde - Gal Costa
Moqueca da Idalina - Nei Lopes
Mosca na sopa - Raul Seixas
O ovo - Quarteto Novo
Pan pan pan poireaux pomm'de terre - Maurice Chevalier
Pass the peas - The JB's
Peanuts - The Police
Peixe com coco - Velha Guarda da Portela
Pipoca à meia-noite - Jorge Mautner
Pipoca moderna - Caetano Veloso
Rendez-vous dans mon sandwich - Mathieu Boogaerts
Saco de Feijão - Milton Banana Trio
Supper's ready - Genesis
Thanks for the pepperoni (Apple jam) - George Harrison
Torresmo à milanesa - Adoniran Barbosa
Vatapá - Dorival Caymmi
Vega-tables - Brian Wilson

Aceita mais um pouco?

10.10.07

Transportes

Meios de transporte são outro tema comum na música popular - mais um que merece ser desmembrado para render várias listas deste Armazém. Nos primórdios do blogue, propus uma lista ferroviária, só sobre transportes sobre trilhos. Mas há vários outros que ainda precisam dar as caras.

E é desses outros meios de transporte que queria falar aqui hoje. Vamos combinar o seguinte: ainda não é desta vez que vamos abordar os carros. Os automóveis são numerosos no cancioneiro brasileiro e gringo, a ponto de merecerem uma extensa lista só para si num futuro próximo - já está no forno.

O tema hoje são os meios de transporte em geral, excluindo-se veículos sobre trilhos e automóveis. Até cabem outros transportes sobre rodas - convencionemos que valem todos aqueles que não é possível dirigir com uma carteira nacional de habilitação do tipo B. Pode parecer restritivo, mas o critério inclui toda sorte de aviões, barcos, caminhões, ônibus e o que mais mandar a imaginação.

Uma colher de chá desta vez: vale repetir o meio de transporte, para não limitar muito. Até aqui está assim - por ordem alfabética do meio de transporte:

Aeroplanos - Jorge Mautner
Samba do avião - Tom Jobim
O barquinho - João Gilberto
Le bâteau - Bossa Três
Bicycle race - Queen
Bike - Pink Floyd
Magic bus - The Who
No buses - Arctic Monkeys
Uva de caminhão - Carmen Miranda
Três caravelas - Gilberto Gil e Caetano Veloso
Peguei um ita no norte - Dorival Caymmi
Corrida de jangada - Elis Regina
Jet - Paul McCartney
Vital e sua moto - Os Paralamas do Sucesso
Nave Maria - Tom Zé
Portugal de Navio - Os Mutantes
Pau de arara - Clara Nunes
Wooden ships - Crosby, Stills, Nash & Young
Yellow submarine - The Beatles
Truck on (tyke) - T. Rex
Vapor barato - Gal Costa
Veleiro azul - Luiz Melodia
Geni e o zepelim - Chico Buarque

E você, vai de quê?

5.10.07

Folhinha

Por falar em anos, seguem os meses. Violei a regra de uma música por cantor, paciência...

Janeiros - Roberta Sá
Alô, fevereiro - Roberta Sá
Águas de março - Tom Jobim
April come she will - Simon & Garfunkel
Vento de maio - Elis Regina
Junho - Alceu Valença
1º de julho - Cássia Eller
Agosto - Rômulo Fróes
September - Earth, Wind & Fire
October - U2
November spawned a monster - Morrissey
Grey december - Chet Baker

2.10.07

Anos da graça

O calendário é uma rica fonte de temas para listas de música potencial. Na encarnação anterior deste blogue, chegamos a sugerir uma lista com canções sobre dias da semana, que nunca foi migrada para este espaço. Nos comentários, foram propostas listas alternativas e relações de músicas sobre meses e estações do ano.

Enquanto não trago essas listas para cá, proponho um tipo diferente de lista-calendário: músicas sobre anos específicos. Vejam o que já temos, em ordem cronológica:

1921 - The Who
'39 - Queen
1965 (duas tribos) - Legião Urbana
69 année érotique - Serge Gainsbourg
1970 - The Stooges
1984 - David Bowie
2001 - Os Mutantes
2112 - Rush

Está pouco ainda: quem dá mais?

27.9.07

A hora e a vez da glicose

Lá em casa vocês já sabem como é na hora da sobremesa: tem dia de fruta e tem dia de inhaca. Por isso resolvi dividir as músicas sobre sobremesa nesses dois grupos aqui no Armazém. Outro dia foi a vez das frutas; agora chegou a hora da inhaca.

Valem, portanto, músicas sobre chocolate, doce-de-leite, marshmallow e outras delícias pouco saudáveis que contribuem para acrescentar um toque açucarado na dieta do brasileiro. Não está difícil: consegui dezesseis de primeira, quem dá mais? ("Doce mel", de Maria das Graças Meneghel, está vetada de antemão.)

American Pie - Don McLean
Burnt Biscuits - The Triumphs
Cheese cake - Dexter Gordon
Chocolate - Tim Maia
Doce na feira - Jair do Cavaquinho
Geléia geral - Gilberto Gil
Goiabada cascão - Wilson Moreira e Nei Lopes
Honey - Moby
Les bonbons - Jacques Brel
Les sucettes - Serge Gainsbourg (altamente ambíguo)
Planeta doce - Jô Soares
Requebre que eu dou um doce - Dorival Caymmi
Savoy truffle - Beatles
Sugar never tasted so good - White Stripes
Two smart cookies - Eleventh dream day
Wild honey - U2

Com isso fechamos as sobremesas: estamos aptos, portanto, a passar para os pratos principais.

24.9.07

Os senhores estão feridos?

Não sei se vocês que moram fora do Rio de Janeiro sabem, mas a Ponte Rio-Niterói tem um 'vão central'. Não sei se isso é comum a todas as pontes, mas o 'vão' da Rio-Niterói sempre me passou forte carga de erotismo.

Então, em homenagem ao poético filme em cartaz nos cinemas, que eu não vou ver, façamos uma lista sobre pontes.

Notem que encontrei apenas uma canção sobre 'pontes de safena'. É do grupo Fruta Mel e no seu refrão diz assim:

"Eu prefiro uma ponte de safena no meu peito
A ter que arrancar de qualquer jeito
Você da minha vida, minha vida 2 vezes
Eu não quero encontrar um outro amor e te esquecer
De que adianta um outro coração
Se ele não vai amar você"

Portanto, outras músicas sobre ponte de safena serão muito bem-vindas!

Under the bridge - RHCP
Bridge over troubled waters - Elvis Presley
59th street bridge song (feel groovie) - Simon & Garfunkel(ha!)
Brothers Under the Bridge - Bruce Springsteen
London Bridge - Fergie
Burning Bridge - Kate Bush

20.9.07

De partida

Até onde me lembre, a primeira lista de música pontecial que fiz remonta ao final dos anos 1990, quando ainda morava em Belo Horizonte. Naquela ocasião, o Rafael, amigo e colaborador bissexto deste Armazém, estava pronto para passar um ano estudando na França. Tratei pois de gravar pra ele uma fita C-60: no lado A, só músicas sobre ida; no lado B, canções sobre a volta.

Neste momento, acabo eu mesmo a encerrar um capítulo de uma temporada de um ano em Londres e voltar ao Rio. Ocasião oportuna para ressuscitar essa idéia e publicá-la aqui. Valem, portanto, músicas sobre a volta e a nostalgia de casa. A música tem alguma interseção com a lista de road songs publicada aqui há alguns meses, mas tem um espírito próprio.

Caminho de casa - João Donato
Candongueiro - Wilson Moreira e Nei Lopes
Casa - Lulu Santos
Goin' home - Rolling Stones
Hitting home - Acoustic Ladyland
Homeward bound - Simon & Garfunkel
I'm coming home - Otis Redding
I'm going home - Prince Conley
Maria, tô pra voltar - Nina Becker e Rodrigo Maranhão
Quero voltar pra Bahia - Paulo Diniz
Samba do amor - Paulinho da Viola ("Voltar quase sempre é partir para um outro lugar"... valeu por me apresentar esta, Madá!)
Subterranean homesick blues - Bob Dylan
Two of us - Beatles

Já nem me lembro mais do set-list da fita, Rafael: o que mais tinha?

14.9.07

Beleusis

Essa acho que dá pra acertar de primeira, hein?

Caribou - Pixies
Heaven knows I'm miserable now - The Smiths
Hey Jude - Beatles
I'm sleeping in a submarine - Arcade Fire
Lisbela - Los Hermanos
Market square heroes - Marillion
Miss Misery - Elliott Smith
Opium tea - Nick Cave
Que sejas bem feliz - Cartola
Spanish eyes - U2
Velvet goldmine - David Bowie
We're gonna have a real good time together - The Velvet Underground
White tornado - R.E.M.

8.9.07

Os senhores estão bem?

Um post bem mais pra mantra que pruma demonstração de otimismo poliânico. Vamos repetindo que está tudo bem, que a gente acaba se convencendo.

Fica como única regra a presença da palavra 'alright' no título. Com isso, entram pérolas do sarcasmo como "It's alright, ma, I'm only bleeding" e "dont' think twice, it's alright", as duas do mestre Dylan. A segunda, regravada por Deus.

As duas últimas da lista, apesar de terem o mesmo nome, são músicas diferentes. Recomendo fortemente ambas, aliás. Aos 45 do segundo tempo, quando o imbecil do Coelho perdeu o pênalti, tive de tirar "Treat her Right", do George Thorogood, por falta do 'al'.

Alright - Supergrass
Feeling Alright - Grand Funk Railroad
Alright Now - Free
The kids are alright - The Who
Jesus is just alright - Doobie Brothers
Tudo bem - Lulu Santos
It's alright - Van Morrison
It's alright, ma, I'm only bleeding - Bob Dylan
dont' think twice, it's alright - Eric Clapton
That's alright mama - Elvis Presley
I wanna make it alright - Jon Spencer Blues Explosion
I wanna make it alright - Paul Weller

5.9.07

Salada de frutas

Músicas sobre comida existem às toneladas: se vocês pararem pra pensar, em dois minutos já conseguirão se lembrar de umas quinze. Por isso, elas merecem ser apresentadas aos poucos aqui no Armazém, para ninguém se empanturrar.

Virão as listas sobre petiscos e entradinhas, sobre pratos principais e sobremesas. O bom senso manda iniciar com o hors d'oeuvre, mas preferi avacalhar e fazer pelo avesso. Para começar a conversar, apresento-lhes músicas sobre frutas.

O critério é mais ou menos auto-explicativo; basta esclarecer que limitaremos a lista a uma música por fruta, o que deixa de fora "Yes, nós temos banana" (Braguinha) e as lindas "Apple blossom" (White Stripes) e "Apples and oranges" (Pink Floyd) - esta última queimaria duas frutas com uma música só.

As músicas seguem apresentadas por ordem alfabética da fruta. Primeiro em português:

O abacaxi de Irará - Tom Zé
Da abóbora faz melão - Pandalelê
Araçá azul - Caetano Veloso
Chiclete com banana - Jackson do Pandeiro
Fruta gogóia - Gal Costa
Menina goiaba - Gilberto Gil
Ploquet pluft nhoqe (Jabuticaba) - Papo de anjo
Corta jaca - Arnaldo Baptista
Laranja madura - Ataulfo Alves
Meu limão, meu limoeiro - Wilson Simonal
Mel e mamão com açúcar - Wilson Moreira e Nei Lopes
Uva de caminhão - Carmen Miranda

Tem também em inglês:

Apple scruffs - George Harrison
Cherry - Amy Winehouse
Lemon - U2
Song with orange - Charles Mingus
Peaches en Regalia - Frank Zappa
Tangerine - Led Zeppelin
Tutti frutti - Little Richard
Watermelon man - Herbie Hancock

31.8.07

Meu umbigo e eu

Ter pais intelectuais dá nisso. Na minha adolescência, as mães dos meus amigos xingavam eles de irresponsável, vagabundo, inconseqüente. A minha não. Certa vez me chamou de auto-referente, para meu grande espanto.

O episódio acrescentou esse termo ao meu vocabulário e forneceu enredo para anos de psicanálise. A visita ao analista venho adiando prudentemente há alguns anos. Mas a palavra ficou, tanto que descobri que não estou sozinho.

Veja bem os músicos de quem gostamos, por exemplo. Vários deles são auto-referentes. É bem verdade que eles gostam de fazer homenagens uns aos outros. Mas no fundo, no fundo, o que eles querem mesmo é massagear o próprio umbigo.

Quando parei pra listar as músicas auto-referentes, descobri que eram bem mais numerosas do que imaginava a princípio. O critério da lista é o seguinte: entra qualquer música em que o artista/compositor/banda fizer uma referência explícita a si mesmo.

Fineza lembrar das suas aulas de literatura e não confundir autor com narrador. Para isso, combinemos o seguinte: só valem as músicas em que o autor estiver nominalmente citado, não necessariamente no título.

E ficam excluídas referências a personagens e alter-egos: versos como "the walrus was Paul" e "everyone knows Major Tom was a junky", por exemplo, não bastam para incluir a música na lista.
Olha o que já tem:

Beginning of a great adventure - Lou Reed
Cactus - Pixies (citando mais o T-Rex do que a eles próprios, reconheço)
Docteur Renaud, Mister Renard - Renaud
Eh! Oh! - Dr. Silvana & Cia.
Eu só ando a mil - Blitz
God - John Lennon
Iron Maiden - Iron Maiden
Jingle do disco - Tom Zé
Jorge Well - Jorge Ben
Like a rolling stone - Rolling Stones
O conteúdo - Caetano Veloso
Rita Lee - Os Mutantes
The ballad of John & Yoko - The Beatles
The groover - T-Rex
Velvet nursery rhyme - Velvet Underground
Vital e sua moto - Paralamas do Sucesso

28.8.07

A Pindaíba é logo ali

Tive a idéia pra esta lista ao conferir o saldo da minha conta outro dia. E depois da deixa da grana, nada mais oportuno que falar da falta dela. Percebam que são testemunhos em primeira ou terceira pessoa sobre o perrengue do bolso vazio e não tratados sobre a pobreza em si.

Amigo é pra essas coisas - MPB-4
Antonico - Ismael Silva
Aqualung - Jethro Tull
Brother, my cup is empty - Nick Cave
O orvalho vem caindo - Noel Rosa
Pedro pedreiro - Chico Buarque
Pode guardar as panelas - Paulinho da Viola
Saco de feijão - Beth Carvalho
Saudosa maloca - Adoniran Barbosa
Sou boy - Kid Vinil
The boxer - Simon & Garfunkel

Bonus track:
Misery is the river of the world - Tom Waits

Bonus albuns:
O banquete dos mendigos - Jards Macalé e grande elenco
Beggar's banquet - Rolling Stones

25.8.07

Elas só pensam naquilo

Olha que fofo o email que recebi esses dias da leitora Daniela Oliveira:

"Oi, meu amor

Ouvindo ontem no meu mp3 "Money" (That´s what I waaaant !) é que me dei conta... vocês ainda não fizeram uma lista no armazém sobre dinheiro. É por isso que a gente não ganha na megasena !

Seguem aí modestas contribuições:

Money - The Beatles
Money - Pink Floyd
Pecado Capital - Paulinho da Viola
Saco de Feijão - Beth Carvalho
Não quero dinheiro - Tim Maia
Money for nothing - Dire Straits
Me dá um dinheiro aí - Marchinha de carnaval
Pra que dinheiro - Martinho da Vila
Onde está o dinheiro - Gal Costa
Dinheiro não há - Ernani Alvarenga ("Lá vem ela, chorando, o que é que ela quer? Pancada não é, já dei...")"

Eu acrescento Mim quer tocar, do Ultraje a Rigor, e deixo o resto pra galera! Considerando que não precisa ter a palavra 'dinheiro' no título. A música é que precisa falar sobre ele.

23.8.07

I have a dream

Esta próxima colaboração é dedicada a um dos grandes mistérios da mente humana, aqueles pequenos filmes em que somos diretores, atores, espectadores, ou seja, somos tipo a Barbra Streisand. Destina-se a listar apenas as músicas que tenham sonhos em seu título, não imagens oníricas em seu corpo.

A kiss to build a dream on - Louis Armstrong
All I have to do is dream - Everly Brothers
Don't dream it's over - Crowded House
Dream a little dream of me - The Mamas and The Papas
Dream Brother - Jeff Buckley
Dream Letter - Tim Buckley
Dream Lover - Bobby Darin
I had a Dream - Joss Stone
In dreams - Roy Orbison
Judy and the dream of horses - Belle and Sebastian
Life could be a dream - The Crew Cuts
Sonho de verão - Luan e Vanessa
Sonhos sonhos são - Chico Buarque
Sweet dreams are made of these - Eurythmics
The boulevard of broken dreams - Tony Bennett

Lista enviada por Penélope

19.8.07

Bilingües

Sem necessidade de muitas explicações, volto com uma lista simples, aguardando as contribuições francófonas dos amigos. A regra é clara: a música tem que ter letra, e na letra pelo menos dois idiomas diferentes devem estar representados. Sont des mots qui vont très bien ensemble. No llores mi querida, Dios nos vigila, baby, baby, i love you.

michelle - the beatles
romance in durango - bob dylan
baby - gal costa
caralho voador - faith no more
should i stay or should i go - the clash
samba do approach - zeca baleiro
disseram que eu voltei americanizada - carmem miranda
you don't know me - caetano veloso

16.8.07

Circense

Vamos em frente que atrás vem gente. A idéia agora é listar músicas alusivas ao universo do circo e de seus personagens. As campeãs absolutas, claro, são "Mr. Kite", dos Beatles, e "O circo chegou", do Jorge Ben, que tem a mais infame das rimas de toda a MPB.

Além destas, há diversas outras canções que retratam palhaços, acrobatas, equilibristas e afins. A presença de músicas com o mesmo título ("Palhaço" e "O circo") se justifica por se tratar de faixas distintas e só reflete a popularidade do tema entre os compositores.

Há até vários discos alusivos ao tema, como The Rolling Stones Rock'n'roll Circus, The Clown (Charles Mingus) e Circense (Egberto Gismonti). Deste último, eu poderia ter escolhido "Equilibrista" para priorizar a diversidade, mas a verdade é que "Palhaço" é de arrepiar e não poderia ficar de fora.

Enumerei 13 pra começar a conversar; tenho certeza que vocês saberão aumentar a lista.


Acrobat - U2
Being for the benefit of Mr. Kite - Beatles
Contrastes - Ismael Silva
Death of a clown - Kinks
O bêbado e o equilibrista - Elis Regina
O circo - Maria Bethânia
O circo - Sidney Miller
O circo chegou - Jorge Ben
O rei e o palhaço - Antônio Nóbrega
Palhaço - Egberto Gismonti
Palhaço - Nelson Cavaquinho
The clown - Charles Mingus
This house is a circus - Arctic Monkeys

9.8.07

Elisa

Vou entrar na brincadeira. Molinho, molinho.

Bullet The Blue Sky - U2
All the Madmen - David Bowie
Innuendo - Queen
Bicho Humano - Barão Vermelho
A Canção Do Senhor Da Guerra - Legião Urbana
War Pigs - Black Sabbath
God Save the Queen - Sex Pistols
Masters of War - Bob Dylan
Gimme Danger - The Stooges
Street Fight - Alice Cooper

E aí?

8.8.07

Fluvial

O filósofo pré-socrático Heráclito de Éfeso (540 a.C. - 470 a.C.) costumava pregar por aí que um homem não passa duas vezes pelo mesmo rio. Já que tudo flui, você pode até tentar entrar duas vezes, mas as águas já serão outras, o rio já será outro, você já será outro.

Pra avacalhar o coreto: se vivesse no início do século XX, será que Heráclito seria amigo do Walter Benjamin e da turminha de Frankfurt? Na era da reprodutibilidade técnica, será que um homem passa duas vezes pelo mesmo rio? Ou ouve duas vezes a mesma música? Ou ouve duas vezes a mesma música sobre rios?

Pelo sim, pelo não, juntei quinze delas. Ouçam quantas vezes quiserem. Mergulhem à vontade, antes que a gente se afogue em abobrinhas.

A terceira margem do rio - Caetano Veloso
By this river - Brian Eno
Down by the river - Neil Young
Down by the riverside - Louis Armstrong
Foi um rio que passou em minha vida - Paulinho da Viola
Na água do rio - Teresa Cristina e Grupo Semente
One more river - Sam Cooke
River down mountain high - Ike & Tina Turner
River Euphrates - Pixies
River man - Nick Drake
Rivers of Babylon - Boney M.
Riverside - African Jazz Pioneers
Sitting by the riverside - Kinks
Take me to the river - Al Green
The Nile song - Pink Floyd

4.8.07

Mais Joguinho

Pedindo licença ao Rafael, nosso QUIZ MASTER oficial, tive a idéia desse Eleusis (todo mundo sabe como proceder).

The Answer - Bad Religion
A Página do Relâmpago Elétrico - Beto Guedes
Catavento e Girassol - Guinga
Don de Fluir - Jorge Drexler
Pela Internet - Gilberto Gil
Ronda - Paulo Vanzolini
Samba da Bênção - Vinicius de Moraes
We Will Rock You - Queen

UPDATE

Músicas que entraram na lista no decorrer do jogo (na ordem de ocorrência)

Pérolas aos Poucos - José Miguel Wisnik
Flor da Idade - Chico Buarque
Muito Estranho - Dalto
Meu Grito - Agnaldo Timóteo
Nuvem que passou - Argemiro do Patrocínio
Disfarça e chora - Cartola
No sururu do samba - Walter Alfaiate
On n'est pas là pour se faire engueuler - Boris Vian
Tia Eulália na xiba - Nei Lopes

3.8.07

Temos água quente

A frase que dá título a esse post é um clássico para qualquer um que já tenha chegado à rodoviária de alguma grande cidade brasileira. Em torno da estação, pululam os pulgueiros que recebem a troco de quase nada viajantes e uma parcela pouco recomendável da fauna local.

Desses muquifos até os mais conceituados hotéis de luxo, as hospedarias são outro clássico da música popular. Não foram poucos os estabelecimentos eternizados nos versos de grandes compositores do Brasil e de Navarra. Abaixo alguns deles:

A briga do Edifício Itália com o Hilton Hotel - Tom Zé
A Pousada do Bom Barão - Os Saltimbancos
Chelsea girls - Nico
Chez le photographe du motel - Miles Davis
From the Ritz to the rubble - Arctic Monkeys
Heartbreak Hotel - Elvis Presley
Hotel California - Eagles
Hotel das Estrelas - Jards Macalé
Hotel Yorba - White Stripes (de preferência a versão gravada ao vivo no Hotel Yorba)
L'hôtel particulier - Serge Gainsbourg
Room 608 - Horace Silver & the Jazz Messengers
Sold-motel - John Cale
Stompin' at the Savoy - Michel Legrand Orchestra
(mas esta última é um golpe, acho que se refere ao restaurante Savoy, de NY, e não ao Hotel Savoy, de Londres - assim como Savoy Truffle, dos Beatles)

Onde mais?

31.7.07

Qualquer semelhança é mera influência

Vamos voltar então ao que interessa. Hoje proponho encerrar logo a interminável lista de nomes próprios. Já passou da hora, né?

Conforme anunciado antes, a lista que ficou para o final enumera personagens de ficção que inspiraram músicas interessantes. Valem tanto personagens da literatura, do cinema e outras artes quanto figuras folclóricas e mitológicas.

Um leitor mais cético poderia reivindicar a presença de "Jesus Cristo", do Rei, mas preferi deixá-lo na lista de líderes políticos. É difícil contestar a existência histórica da figura de JC - tão difícil quanto acreditar que o amigo nasceu de uma mãe virgem, andou sobre as águas e subiu em carne, osso e chagas aos céus.

Mas este é outro debate off-topic; limitemo-nos ao aspecto musical da questão. Vamos logo às músicas, em ordem alfabética do personagem:

Morengueira contra 007 - Moreira da Silva
Barbarella - Jorge Ben
Batman - The Who
Docteur Jekyll and Monsieur Hyde - Serge Gainsbourg
Dom Quixote - Os Mutantes
Flash [Gordon] - Queen
Meet the Flinstones - B-52's
Sonho de Ícaro - Biafra
Será que o King Kong é macaca? - Gang 90 & Absurdettes
Saci - Papo de Anjo
Superman - R.E.M.
Tarzan - Almirante
Tom Sawyer - Rush
Tales of brave Ulysse - Cream

Bonus track: Venus in Furs - Velvet Underground (inspirada no romance homônico de Sacher-Masoch, uma espécie de bíblia do sado-masoquismo).

30.7.07

Off-topic (números)

Os colegas do blogue vão me perdoar a digressão, mas topei outro dia com um exercício de cinema potencial que tem tudo a ver com o espírito deste armazém.

Um maluco montou um clipe só com trechos de filmes nos quais um dos personagens cita os números de 1 a 100 (ou de 100 a 1 para ser mais preciso, já que a contagem é regressiva). Parada obrigatória para oulipianos obsessivos (via Videorama).



Nenhum dos cem filmes é repetido (se fosse aqui no Armazém, talvez impuséssemos ainda que não poderia haver repetição de diretores).

E, pra não dizer que não tracei um paralelo com nosso projeto musical, não custa lembrar que publicamos em maio uma lista com músicas sobre números. As diferenças essenciais com as restrições do clipe acima eram duas: nos limitamos na nossa lista aos algarismos de zero a nove; os algarismos tinham que estar no título da música.

Fica a dúvida então: será que conseguiríamos montar facilmente uma lista na qual houvesse citações aos números de 1 a 100, não necessariamente no título? Dá pra começar, por exemplo, com "Cem por cento", de Cristina Buarque. Podem continuar aí embaixo...

27.7.07

Pelo telefone

O escocês naturalizado norte-americano Alexander Graham Bell provavelmente vislumbrou o impacto que sua maior invenção - o telefone - teria sobre a humanidade. Mas ele dificilmente imaginou as marcas profundas que o aparelho deixaria na cultura popular.

O telefone e seu universo são temas freqüentes no cinema e na música. Na música brasileira, em especial, o aparelho entrou pra história como o tema do primeiro samba gravado ("Pelo telefone", de Donga).



Muitas outras músicas eternizaram o telefone depois disso. Enumerei algumas aqui, mas tenho certeza que vocês podem aumentar muito a lista. Vale qualquer canção que fale sobre a cultura do telefone ou relate uma conversa telefônica. Eis o que já tenho:

Call me - Al Green
Eu te amo te amo te amo - Roberto Carlos
Hanging on the telephone - Blondie
I just called to say I love you - Stevie Wonder
Le téléfon - Nino Ferrer
Me chama - Lobão
Mother - Police
New York telephone conversation - Lou Reed (a melhor música de telefone de todos os tempos)
O telefone tocou novamente - Jorge Ben
Pelo telefone - Donga
Telefone - Dom Um Romão
Though I hear you calling I will not answer - White Stripes

Deixe seu recado após o bip.

25.7.07

Qual e' o tema?

Prezados colegas de lista: voces ja' sabem a regra -
Qual e' o tema da lista abaixo? Enviarei dicas assim que voces comecarem a sugerir...
Mas esta' facil, facil. Tenho a impressao que a Rosa Maria vai matar na hora!


"Rock'n'Roll Lullaby" - B.J. Thomas
"Noturno" -Raimundo Fagner
"Luiza" - Tom Jobim
"Sugar Sugar" - The Archies
"Alegria, Alegria" - Caetano Veloso
"Flagra" - Rita Lee
"As Vitrines" - Chico Buarque
"Enredo do meu samba" - Sandra de Sa
"Pavao Mysterioso" - Ednardo
"Promessas" - Fafa' de Belem
"Canta Brasil" - Gal Costa
"Maria Fumaça" - Banda Black Rio

23.7.07

People & Arts

Com esta lista, damos seqüência à categoria "nomes próprios de pessoas", gênero que já rendeu relações sobre líderes políticos e personagens históricos, casais, homens e mulheres (com o subconjunto mulheres de Jorge).

Proponho agora listar as músicas que fazem alusão a gente do mundo das letras e artes. Valem canções sobre pintores, escritores, compositores, cantores etc. Essa relação é mais longa do que pode parecer à primeira vista: os artistas gostam de homenagear suas influências e de puxar o saco uns dos outros - o exemplo mais explícito é o nepotismo de Caetano cantantdo Bethânia e Bethânia cantando Caetano, numa divertida composição de Jorge Ben.

Além da restrição de praxe (uma canção por intérprete), só vale uma canção por personalidade. Por isso, foi preciso escolher entre "Rita Lee" (Mutantes) e "Rita Jeep" (Jorge) e entre "Andy Warhol" (Bowie) e "Andy's chest" (Velvet). Acabei ficando com a Rita do Jorge e o Andy do Velvet, pra abrir espaço para outras músicas dos Mutantes e do Bowie.

A lista está assim:

Andy [Warhol]'s chest - Velvet Underground
Atahualpa [Yupanqui], you funky! - Kevin Johansen & the Nada
[Louis] Armstrong - Claude Nougaro
Catégorie [Charles] Bukowski - Vincent Delerm
Chuckberry fields forever - Doces Bárbaros
De Paulo [da Portela] a Paulinho [da Viola] - Velha Guarda da Portela
Edyth Cooper - Gilberto Gil
Ilmo Sr. Ciro Monteiro ou receita pra virar casaca de neném - Chico Buarque
Franz Schubert - Kraftwerk
Graham Greene - John Cale
Lester [Young] leaps in - Count Basie & Oscar Peterson
Luz Del Fuego - Rita Lee
Mano Caetano [Veloso] - Maria Bethânia
My Jelly Roll soul - Charles Mingus
Pablo Picasso - The Modern Lovers
Rita [Lee] Jeep - Jorge Ben
Roll over Beethoven - Chuck Berry
Rolling Stones - Mutantes
Ry Cooder - Tortoise
[William] Shakespeare's sister - Smiths
Sir Duke [Ellington] - Stevie Wonder
Song for Bob Dylan - David Bowie
Uma barata chamada [Franz] Kafka - Inimigos do Rei

Estamos quase encerrando os nomes próprios de pessoas. Falta ainda listar os personagens fictícios: comecem a listar suas idéias que volto a qualquer momento com essa lista.

19.7.07

Cores II - monocromática

(uma respirada funda para continuar)

Há tempos estou devendo um encerramento para a lista de cores. Prometi uma versão lusófona. Várias das músicas já foram citadas nos comentários, mas vale listar a minha compilação final:

Asa branca - Luiz Gonzaga
Fita amarela - Noel Rosa
Anos dourados - Tom Jobim
Força verde - Zé Ramalho
Azul - Gal Costa
Lilás - Djavan
Lua vermelha - Arnaldo Antunes
Rouge Carmin - Alceu Valença
Fuscão preto - Trio Parada Dura
Orquídea negra - Jorge Mautner

Bônus:
Trem das cores - Caetano Veloso (contribuição do Léo Mirandão)
Sonho colorido de um pintor - Tom Zé

Menções honrosas que ninguém mencionou: Assum preto (Luiz Gonzaga), Red House (Jimi Hendrix), All the world is green (Tom Waits), As rosas eram todas amarelas (Jorge Ben), Sítio do pica-pau amarelo (Gilberto Gil), Luz negra (Nelson Cavaquinho) e Pérola negra (Luiz Melodia).

Contudo, entretanto, todavia, o Bernardo propôs o desafio de uma lista monocromática. Já que eu não costumo resistir aos desafios potenciais dele (aproveito para apoiar a proposta antiga de uma lista de aves), escolhi o azul, como bom cruzeirense, e escalei o meu time assim:

Anjo azul - Jorge Ben
Araçá azul - Caetano Veloso
Azul - Gal Costa
Azul da cor do mar - Tim Maia
Blue in green - Miles Davis
Blue jay way - Beatles
Blue lines - Massive Attack
Blue moon - Mel Tormé (fui atrás do autor da versão clássica, aquela que todo mundo conhece e acha que é, nesse gênero musical, do Frank Sinatra; acho que a de Blue moon é a desse cara, de quem nunca havia dado notícia; alguém confirma?)
Blue monk - Thelonious Monk
Blue rondo a la turk - Dave Brubeck Quartet
Blue sky mine - Midnight Oil
Blue suede shoes - Elvis Presley
Blue train - John Coltrane
Blue velvet - Isabella Rossellini
Boite azul - João Mineiro e Marciano
Indigo blue - Gilberto Gil
O blues é azul - Walter Franco
O trem azul - Lô Borges
Pale blue eyes - Velvet Underground
Rhapsody in blue - George Gershwin
The dream of the blue turtles - Sting
Todo azul do mar - 14-Bis
Tudo azul - Velha Guarda da Portela
Tudo azul - Lulu Santos (todo mundo nu)

Detalhe: não vale blues como gênero musical não, hein! E nem como sinônimo de "triste" em inglês. É por isso que "For you blue", p.ex., não poderia entrar na lista.

18.7.07

Tudo certo, como dois e dois são cinco

Bombeiros apagam fogo de galpão da TAM atingido por Airbus e Congonha / Foto de Eugênio Goulart, do Diário de São Paulo

Tô até furando fila, mas acho que os colegas vão me perdoar. Do mais específico ao mais genérico.

"E de guerra em paz, de paz em guerra,
Todo o povo dessa terra
Quando pode cantar,
Canta de dor"


Brasil - Cazuza
Moro no Brasil - Farofa Carioca
Que País é esse? - Legião Urbana
Canto das três raças - Clara Nunes
Aluga-se - Raul Seixas
Haiti - Caetano & Gil
Coragem pra suportar - Gilberto Gil
Como dois e dois - Roberto Carlos
Selvagem - Paralamas do Sucesso
Música Urbana - Capital Inicial
Desordem - Titãs
Militando na contra-informação - Mundo Livre S/A
A Cidade - Chico Science & Nação Zumbi
Podres Poderes - Caetano Veloso
Deus lhe pague - Chico Buarque
Gritos na multidão - Ira!

16.7.07

Pega a Via Dutra e vá morar noutro lugar

Eu não compro coletâneas. Nunca.

Mas há cerca de um ano uma livraria lá no Downtown fechou e colocou tudo em liquidação. Estive no lugar com minha senhôra e garimpamos algumas coisas. Entre muitos livros do Sarney a preços módicos, deu pra achar sobras legais.

Acredito que a aquisição favorita de Daniela foi o CD "O Samba é Minha Nobreza", realmente excelente. Eu fiquei felicíssimo com uma coletânea (!) do Ocean Colour Scene, bandinha inglesa que pouca gente conhece e todo mundo deveria ouvir.

Pois bem, tenho ouvido bastante esse CD - estou ouvindo agora - e há pouco tocou a bela "Travellers Tune"

"But if you find yourself standing on the corner
While you´re thinking of a different world
Then you might see me waiting on the corner
Staring through you in your different world
"


Não achei um vídeo decente dessa no YouTube, mas tem essa opção excelente. O filme retratado no vídeo, aliás, entraria na lista, se ela não fosse uma lista de músicas:




Segue a tal aqui, daquelas pra ouvir no toca-fitas do carro, na estrada.

Travellers Tune - Ocean Colour Scene
"To sing our Travellers Tunes, just to say I love you"
Making Memories - Rush
"Our memories remind us, maybe road life's not so bad"
Thunder Road - Bruce Springsteen
"come take my hand, we're ridin' out tonight to case the promised land"
Truckin' - Grateful Dead
"Takes time, you pick a place to go, and just keep truckin' on."
Roadhouse Blues - The Doors
"Keep your eyes on the road, your hands upon the wheel"
Sorria - Canastra
"Então vê se esquece, ou se muda, pega a Via Dutra e vá morar noutro lugar"
Vamos fugir - Skank
"Tô cansado de esperar, que você me carregue"
Wherever I May Roam - Metallica
"…And the road becomes my bride"
As curvas da estrada de Santos - Roberto Carlos
"Se você pretende, saber quem eu sou..."
Highway Star - Deep Purple
"Nobody gonna take my car, I'm gonna race it to the ground"
Highway to hell - AC/DC
"Going down, party time. My friends are gonna be there too"
Why don't we do it in the road? - The Beatles
Going Mobile - The Who
"Well I'm gonna find a home on wheels, see how it feels. Goin' mobile"
Route 66 - Depeche Mode
"Now, if you ever plan to motor west..."
Highway 61 Revisited - Johnny Winter (Eu sei que isso é um roubo sem-vergonha)

Oh God said to Abraham, 'Kill me a son'
Abe says, 'Man, you must be puttin' me on'
God say, 'No.' Abe say, 'What?'
God say, 'You can do what you want Abe, but
The next time you see me comin' you better run'
Well Abe says, 'Where do you want this killin' done?'
God says, 'Out on Highway 61.'


On the road again - Bob Dylan (Ha!)

"Then you ask why I don't live here
Honey, how come you don't move
"


I'm bound to pack it up - White Stripes
"I've thought about it for a while, and I've thought about the many miles"
Homeward Bound - Simon & Garfunkel
"Home where my love lies waiting... silently for me."
Ramble On - Led Zeppelin (hino nerd)
"T'was in the darkest depths of Mordor, I met a girl so fair"
Big Road - Jon Spencer Blues Explosion
"Cop said come into the woods with me, boy!"
Leave - REM
"where is the road I follow... to leave, leave?"

=> E se tudo der errado
Sloop John B - Beach Boys
"Well, I feel so broke up, I wanna go home"

12.7.07

Ask not what your country can do for you

A lista sobre profissões foi um sucesso de crítica e público. Acho que vamos fechar com ela para a publicação na Revista do Estação. Mas não resisto à tentação de lhes submeter o plano B que a Ana Luiza me propôs para a próxima edição da revista.

Nesse caso, o pretexto seria o lançamento do filme Personal Che, um documentário multinacional sobre a imagem do Che em vários lugares do mundo. Este é o mote para listarmos músicas sobre políticos e grandes (ou nem tão grandes) líderes de maneira geral.

Rapei o tacho da minha biblioteca de música, mas não consegui encontrar muita coisa. Mal dá pra começar a lista:

Also sprach Zarathustra - Eumir Deodato
As minas do Rei Salomão - Raul Seixas
Ave Genghis Khan - Os Mutantes
Exhuming McCarthy - R.E.M.
Go down, Moses - Louis Armstrong
Jesus Cristo - Roberto Carlos
McGuevara o CheDonald - Kevin Johansen & The Nada
Mr. Churchill says - Kinks
Patuscada de Gandhi - Gilberto Gil
The day John Kennedy died - Lou Reed
Zumbi - Jorge Ben

É pouco, né? Será que vocês me ajudam? Deve haver por aí músicas sobre Hitler, Stalin, Getúlio e JK, mas não fui muito feliz na minha busca.

Se ampliássemos a categoria para "personagens históricos" de maneira mais geral, poderíamos incluir também os seguintes:

Alec Eiffel - Pixies
John Wesley Harding - Bob Dylan
Wright Brothers rag - Wynton Marsalis

Tomei o cuidado de excluir dessas listas figuras históricas e contemporâneas do mundo das letras, música e artes - músicas sobre esses existem em abundância e já estão listadas para a publicação a qualquer momento. Enquanto isso, fico com os grandes líderes dos leitores.

9.7.07

O que você quer ser quando crescer?

Convoco mais uma vez os fregueses deste armazém a contribuir com uma lista que será publicada na próxima edição da revista Filmes do Estação. O primeiro fruto da parceria deste blogue com a revista foi a relação de músicas sobre Paris, publicada por ocasião do lançamento do filme Paris je t'aime.

Para a próxima lista, a editora da revista, Ana Luiza, me deu duas opções. Pretendo submeter ambas aos leitores e, ao final do prazo estipulado (dia 20 próximo), escolheremos a mais interessante para publicação.

Começo com a lista que, no meu entendimento, tem mais potencial para render um caldo interessante. Caso seja escolhida, esta lista sairia junto com uma resenha do filme O fim do sem fim, sobre profissões em extinção.

A idéia, vocês já entenderam, é listar músicas sobre profissões. Não vamos nos limitar, no entanto, às profissões em extinção; vamos incluir todas e, ao final, caso tenhamos um subconjunto interessante só com ofícios em vias de desaparecimento, podemos mandar só essas músicas para a revista. A idéia é selecionar as 20 músicas mais interessantes.

Vamos às profissões então. As músicas com um asterisco não estavam na postagem original e foram acrescentadas em updates diversos ao longo do dia.

Cracked actor - David Bowie
L'agriculteur - Ridan (*)
Amante profissional - Herva Doce
O astronauta - Vinicius de Moraes (*)
Les joyeux bouchers - Boris Vian
Sou boy - Kid Vinil (*)
Canoeiro - Dorival Caymmi
Cantor de mambo - Mutantes (* contribuição do Leo)
Corista de rock - Rita Lee (*)
Demolition man - Police (*)
Blouse du dentiste - Henri Salvador
L'épicier - Voleurs de poules (*)
Equilibrista - Egberto Gismonti
Hôtesse de l'air - Jacques Dutronc (fini le pilotage: vive le pelotage!)
The jeweller - John Cale
E o juiz apitou - Vassourinha (*)
Lamento de lavadeira - Monsueto Menezes (*)
I want to marry a lighthouse keeper - Erika Eigen
Marinheiro só - Caetano Veloso
Minstrel in the gallery - Jethro Tull
Palhaço - Nelson Cavaquinho
Paperback writer - Beatles
Paraquedista - Raul de Barros (*)
Passista regra três - Noite Ilustrada (*)
Peixeiro grã-fino - Candeia e Dona Ivone Lara
Willie the pimp - Frank Zappa (uma profissão que não está propriamente em extinção: se o ofício de prostituta é o mais antigo da história, o de cafetão é provavelmente o segundo mais antigo)
Conto do pintor - Jards Macalé (a versão dele é melhor que a do Moreira)
Pranto de poeta - Guilherme de Brito
Please, Mr. postman - The Marvellettes
The preacher - Horace Silver & the Jazz Messengers
A preta do acarajé - Carmen Miranda e Dorival Caymmi
Quitandeiro - Monarco
I am a scientist - Guided by Voices
I shot the sheriff - Eric Clapton
Zagueiro - Jorge Ben (*)

Bonus tracks:
Dênis, o que você quer ser quando crescer? - Ultraje a Rigor
Meus filhos, meu tesouro - Jorge Ben
Romance da universitária otária - Blitz
E a sugestão do Eduardo: "The punk and the godfather", The Who (mais uma do Quadrophenia em homenagem ao meu apreço pelo disco)

Aos seus currículos!

8.7.07

Bebida não faz mal a ninguém (água faz mal à saúde)

Senhoras e senhores, este é um post coletivo.

Neste fim de semana os autores do blog se encontraram para uma noitada regada a variados tipos de bebidas alcoólicas e o resultado não poderia ser outro além desta lista.

Foi uma noite bastante agradável. Cada um comprou uma passagem de avião e nos encontramos nas cercanias do Estádio da Luz, em Lisboa, para tentar assistir à premiação das sete novas maravilhas do mundo. Como não conseguimos ingresso, ficamos num bar próximo, uma espécia de Havelanches local, vendo por um tevê de 14'' os shows de J.Lo & cia. Curiosamente não tem nenhuma música da J.Lo na lista.

Enfim, uma música por cantor/compositor, uma música por bebida em cada língua - por conta disso vocês vão reparar algumas ausências relevantes e já sei até qual vai ser a primeira reclamação -, e tem que ter o nome da bebida no título.

Para o vinho, por exemplo, poderia entrar a adorável "Wined and dined", do Barrett. Mas...

Sweet wine - Cream
Bebendo vinho - Wander Wildner
Cachaça - a marchinha de carnaval
Pinga ni min - Sergio Reis
Rio de Whisky - Matanza
Whisky in the jar - Thin Lizzy
Chuva, suor e cerveja - Caetano
dois dedos de conhaque - Canastra
Cognac blues - Dizzy Gillespie
Gin House Blues - Nina Simone
Vodka - John Coltrane
One bourbon, one scotch, one beer - George Thorogood
Viva o chopp escuro - Ronnie Von (Já ouviu, Dedé?)
Absinthe - Duke Ellington
Avila and tequila - Art Blakey & the Jazz Messengers
Flaming Moe - Acabou la Tequila
Jurubeba - Gil & Jorge
Rum and Coca-Cola - Chubby Checker
Bloody Mary - Mr. Bungle

Bonus track:
Boêmio - Noite Ilustrada
Eu bebo sim - Eliseth Cardoso
Conversa de botequim - Noel Rosa
Movido a álcool - Raul Seixas
Copo vazio - Gil
Brother, my cup is empty - Nick Cave
Beberrão - Candeia ("Você já começa a beber / no domingo de manhã" ..., uma delícia)
Je bois - Boris Vian

5.7.07

"Evém" chuva

"Sol com chuva, casamento de viúva", diz o ditado. Pegando carona com a Penélope, mando uma contra-lista para casar a viúva de vez e promover o tira-teima definitivo: quem é mais popular na música popular, o sol ou a chuva?

Há um ponto importante a ser apurado pelos observadores internacionais: chuva se transforma facilmente em "chover" e "to rain", verbos de uso corriqueiro, o que não acontece com o sol. Sejamos éticos com o astro-rei e evitemos os títulos que só tenham o verbo. Também não vale garoa nem toró. Tem que ser chuva mesmo, molhada.

Com a palavra, São Pedro:

A chuva cai - Argemiro Patrocínio
Chove chuva - Jorge Ben
Chuva - Paulinho da Viola
Chuva de prata - Gal Costa
Chuva na montanha - Lô Borges
Chuva no brejo - Marisa Monte
Chuvas de verão - Ná Ozzetti
Chuva, suor e cerveja - Caetano Veloso
Have you ever seen the rain - Creedence
Hey Mr. Rain - Velvet
Medo da chuva - Raul Seixas
Na rua, na chuva, na fazenda - Hyldon
Os "pingo" da chuva - Novos baianos
Primavera (Vai chuva) - Tim Maia
Rain - Beatles
Rain dogs - Tom Waits
Raindrops keep falling on my head - BJ Thomas
Rain must fall - Queen (contribuição: Tenente Freire)
Rain song - Led Zeppelin
Santa chuva - Maria Rita
Singin' in the rain - Gene Kelly
You look like rain - Morphine

Bônus:
Stormy weather - Pixies

4.7.07

Lá vem o Sol

Bom, para o meu post de estréia neste blog, escolhi listar aquelas músicas que homenageiam a nossa estrela mais importante. As regras são as mesmas de sempre e gostaria de ressaltar que valem só as músicas que tem Sol no título. Não é ensolarado, não é sunshine. É Sol.

Acima do Sol - Skank
Blister in the Sun – Violent Femmes
Catch the Sun – Jamie Cullum
East of the Sun (and West of the Moon) – Oscar Peterson
Here comes the Sun – The Beatles
House of the rising Sun – The Animals
Island in the Sun – Weezer
Le soleil de ma vie – Sacha Distel & Brigitte Bardot
Looks just like the sun – Broken Social Scene
O Sole mio – Luciano Pavarotti
The sun in California – The Autumn Defense
The warmth of the sun – Beach Boys
Things behind the Sun – Nick Drake
Watching the sun come up – Ed Harcourt
Who loves the sun – The Velvet Underground

(post enviado por Penélope)

2.7.07

Eleusis

Bom, para bom entendedor, poucas palavras bastam.

Bohemian Rhapsody - Queen
Fatima - Capital Inicial
Garota de Ipanema - Antonio Carlos Jobim
Atras da Porta - Chico Buarque de Hollanda
Faith - George Michael
October - U2
The last time I saw Richard - Joni Mitchell
Candy Says - Lou Reed
Smile - Charles Chaplin
The Rose - Bette Midler

29.6.07

Último trago

England goes smoke free on July 1st. Os outdoors aqui em Londres não nos deixam esquecer. A partir de domingo, será proibido fumar em qualquer espaço público ou lugar de trabalho na Inglaterra. Entre as muitas conseqüências da medida, a lendária cortina de fumaça que caracteriza os pubs deve se tornar coisa do passado.

Na música, como no cinema e na vida, já houve um tempo em que o tabagismo foi glamuroso. As canções dos 1960 e 1970 estão repletas de fumantes descolados e baforadas charmosas. Nos meus tempos de fumante, não conseguia ouvir o Bowie sem sacar um cigarro do maço:

Time takes a cigarette
puts it in your mouth.
You pull on your finger,
then another finger,
then your cigarette.

A chegada da data que assombra os fumantes britânicos é o pretexto para começarmos a desmembrar a lista das drogas em listas diferentes, cada uma dedicada a sua droga. Comecemos pela nicotina, pois. Vale qualquer música que descreva alguma cena de tabagismo, explícito ou sugerido.

A lista está curtinha ainda: tive a idéia meio de última hora e não passei muito tempo pensando. Dou o pontapé inicial e conto com vocês para engrossar a fumaça:

A day in the life - The Fall
Been smoking too long - Nick Drake
Cigarette - Jacques Higelin
Cigarette lighter - Herbie Hancock
Cigarette smoking Fiona - Arctic Monkeys
Cigarettes and alcohol - Oasis
De cigarro em cigarro - Clementina de Jesus, Nora Ney, Cyro Monteiro e Conjunto Rosa de Ouro
É fim de mês - Raul Seixas
É proibido fumar - Roberto Carlos
Have a cigar - Pink Floyd
I'm so tired - Beatles
Posso perder minha mulher, minha mãe, desde que eu tenha o rock and roll - Mutantes
Qualquer bobagem - Tom Zé
Rock'n'roll suicide - David Bowie
Smokey - Funkadelic
What she said - Smiths

Mandem logo suas sugestões, que o prazo está se esgotando.

27.6.07

Só o demônio expulsa Jesus do corpo das pessoas

"Woe to you, Oh Earth and Sea,
for the Devil sends the beast with wrath,
because he knows the time is short...
Let him who hath understanding reckon
the number of the beast
for it is a human number,
and it's number is
Six hundred and sixty six
"
The Number of the Beast - Iron Maiden

"Padre nuestro, que arrastras por el suelo
Satanas sera to nombre
Vengan adorar nuestro malvado rey
Animador de voluntad negativo
En el tiempo de cristo, asi como en el dia del brujo
Danos hoy poder satanico, pa chingarnos este dia
Y perdona los necios sin fe negra
Asi como nosotros te rezamos de rodillas
No dejen de creer en satanas
Y ayudanos repartir todo maldito
"
Padre Nuestro - Brujeria

"Com belzebú discotecando
Drum'n'bass é brujeria
Trip hop é o caralho
Som moderno não inzist
No 3 em 1 do inferno
Eternal hate é o top hit
"
Saravá Metal - Gangrena Gasosa


Acredito que está claro o motivo deste post, certo? Apenas músicas que honrem Satanás, em qualquer uma de suas manifestações. Não temos preconceito com nenhuma religião, então qualquer entidade que represente o mal, a dúvida, o pecado, a tentação, tá valendo.

Não sou true. Não sou especialista em estilos mais agressivos de metal, que tornariam essa lista imensa. Então aqui deixo bem mais espaço pra colaborações que na anterior. Agora, não vai me botar a discografia completa do Slayer e do Testament! A velha regra se mantém, uma música por cantor/compositor/banda.




Friend of the devil - Grateful Dead
The Devil Went Down To Georgia - Primus (Obs.: Esqueci dessa pra lista anterior. Olha que detalhe interessante: RIAA lists this song as the Top Selling Single (songs not released as part of an album) of all time with one of the 50 US states in the title of the song.)
The Devil came back to Georgia - Johnny Cash (Essa é INFINITAMENTE MELHOR)
Sabbath Bloody Sabbath - Black Sabbath
Sympathy for the Devil - Rolling Stones
Helter Skelter - The Beatles
Rock do Diabo - Raul Seixas
Danse Macabre - Liszt
Sad But True - Metallica
Highway to Hell - AC/DC
Heavy Metal do Senhor - Zeca Baleiro
Deus e o Diabo - Titãs
Up jumped the devil - Izzy Stradlin

25.6.07

Os 50 estados

Vamos voltar ao CEP. Dessa vez, os 50 estados.

Isso, preciso confessar, é uma idéia antiga. Há algum tempo parei no soulseek e resolvi baixar todas as músicas que tivessem no título o nome de algum estado norte-americano. Minha idéia era fazer uma grande compilação da música de lá, tendo como referência o que eles achavam de si mesmos.

Lógico que é muita coisa e o volume de material torna o projeto inviável, então aqui nós vamos aproveitar as regras e facilitar. Não pode repetir estado nem cantor/compositor.

Alguns estados vai ser difícil achar assunto, outros vai difícil cortar. De cara, teremos grandes problemas com California e Alabama. A California teve destaque especialmente nos anos 60 com canções marcantes como "Hotel Calfornia" e "California Dreaming". Depois ainda veio "Going to California", do Led. Nenhuma dessas, no entanto, foi usada numa campanha política embasada e honesta, como a que o ídolo máximo Jello Biafra empreendeu em 1979 na cidade de São Francisco. Sim, o vocalista dos Dead Kennedys foi candidato a prefeito daquela alegre cidade e teve como música de campanha a incomparável "California Über Alles".

No segundo caso, a dúvida começa com "Alabama Song", do Doors. Aí vem "As melhores putas do Alabama", do Matanza. A também fantástica, embora depreciativa, "Alabama", do Neil Young, entra forte no páreo. E como não se fala mal dum estado desses sem resposta, o Lynyrd Skynyrd esculacha logo e acaba ganhando o posto com "Sweet Home Alabama".

"Well, I heard Mister Young sing about her.
Well, I heard ole Neil put her down.
Well, I hope Neil Young will remember
a southern man don't need him around anyhow.
Sweet home Alabama where the skies are so blue.
Sweet home Alabama, Lord, I'm coming home to you.
"

E Neil Young, gênio, entra na lista com "Ohio".

Quanto ao Dylan não resta muita dúvida. "Hard Times in New York Town" é muito boa, mas a música fica sem chance considerando que Zimmerman escreveu "Mississipi".

"Well I got here following the southern star
I crossed that river just to be where you are
Only one thing I did wrong
Stayed in Mississippi a day too long
"

Por falar em Nova York, é difícil não cair na tentação do óbvio. E confesso, eu não resisto. Ninguém tira essa do Sinatra.

Como nenhum cara representa a América, o lado bom da América, como Bruce, foi complicado escolher a música dele. "New York City Serenade" é linda. O cara ainda tem "Nebraska", "In Michigan", cantou New Jersey, Oklahoma mais de uma vez... Mas, pela gaita, por ser nome do disco e pq a música é boa demais fica Nebraska mesmo.

Vamos, enfim à lista:

Sweet Home Alabama - Lynyrd Skynyrd
Far Alaska - Jethro Tull
California Über Alles - Dead Kennedys
Just a little bit south of North Carolina - Dean Martin (vale por dois, claro)
Leaving Colorado - Hillbilly Hellcats
I live in Connecticut - Aerosmith
Dakota - Stereophonics (fica valendo pra south e north até opção melhor ser encontrada)
Florida - Modest Mouse
Georgia (On my mind) - Ray Charles
Hawaii Aloha - The Strokes
Private Idaho - B-52s
Come on! feel the illinoise! - Sufjan Stevens
Iowa - Slipknot
Blue Moon of Kentucky - Elvis Presley
Louisiana 1927 - Randy Newman
Massagistas De Massachusetts - Zumbi Do Mato
Especially in Michigan - Red Hot Chilli Peppers
Mississipi - Bob Dylan
Montana - Frank Zappa
Nebraska - Bruce Springsteen
New Hampshire - Sonic Youth
(New) Jersey Girl - Tom Waits
New Mexico - Johnny Cash
New York, New York - Frank Sinatra
Ohio - Neil Young
Oklahoma Hills - Woody Guthrie
Pennsylvania 6-5000 - Glen Miller ou Brian Setzer Orchestra, escolham
Tennessee Waltz - Leonard Cohen
Texas Flood - Stevie Ray Vaughan
Moonlight On Vermont - Captain Beefheart
Sweet Virginia - Rolling Stones (eu ADORO essa música)

Se eu não me engano ficaram faltando:

Arkansas
Delaware
Indiana
Kansas
Maine
Maryland
Minnesota
Missouri
Nevada
Oregon
Rhode Island
Utah
Washington
West Virginia
Wisconsin
Wyoming

Mas eu normalmente me engano.

Bonus tracks:
America - Simon & Garfunkel
American Pie - Don McLean
An American Prayer - The Doors
Born in the USA - Bruce Springsteen
We're an american band - Grand Funk

20.6.07

E mais uma vez... Não comemos ninguém!!!

Antes de tudo: esta é uma quase-lista. Ou uma playlist-in-progress, se preferirem. Tenho uma boa idéia, mas não músicas o bastante para configurar uma lista decente. Publico o post assim mesmo, na esperança de que as colaborações dos leitores permitirão ao final montar algo digno de figurar aqui.

Começo saciando a curiosidade do Dudu e explicando por que não gostei da inclusão de "Norwegian wood" na lista anterior. Embora o sexo permeie a canção, a história se termina com uma não-trepada: John Lennon dá em cima da mulher, vai pra casa dela, bebe até as duas e, na hora do rala-e-rola, ela diz que vai pra cama e ele vai dormir no banheiro.

(Digressão: há uma interpretação - que alguns contestam e eu adoro espalhar - segundo a qual o fogo ao final da música não é propriamente o de uma lareira. É a vingança de Lennon, que aproveita que a-mulher-que-não-deu-pra-ele saiu pra tocar fogo na casa dela: "So I lit a fire / Isn't it good / Norwegian wood")

Retomando o foco: diante desse raciocínio, me parecia que "Norwegian wood" seria mais adequada em uma lista de músicas sobre trepadas que não deram certo. Uma lista de tocos: o sujeito tentou, tentou, tentou, mas voltou pra casa de mãos vazias. Notem que músicas de corno em que o infeliz lamenta a mulher que não tem não valem: a música tem que relatar a investida e o fracasso.

Outro exemplo que adoro, também dos Beatles, é "Lovely Rita" ("Got the bill and Rita paid it /Took her home and nearly made it / Sitting on the sofa with a sister or two"). E eis que temos um impasse com a música anterior, dos mesmos intérpretes. Mas podemos resolver isso se colocarmos "Norwegian wood" na versão do Milton Nascimento (ou, para quem tem preguiça dele, "Lovely Rita" na versão recente com o Travis, patrocinada pela BBC2 no programa que comemorou os 40 anos do Pepper).

Tem ainda a música "No pussy blues", do Grinderman, projeto novo do Nick Cave, em que o cara tenta de tudo pra comer a mulher e ela insiste em não dar (aliás, o Nick Cave de bigode tá merecendo um verbete, hein?!).

E os comentários do último post, por fim, me ajudaram a expandir um pouco o conceito da lista. De repente poderíamos incluir também as brochadas e teríamos uma lista de músicas sobre trepadas não consumadas no sentido mais amplo do termo. Entrariam então "Eclipse oculto" e "Too drunk to fuck" - que não conheço e da qual já gosto só pelo título.

E acrescento também uma que eu próprio sugeri em comentário, com o texto reproduzido do próprio, com as devidas desculpas pra quem já leu: "La porte du jardin", de Ramon Pipin. Um clássico do pop francês dos anos 90 em que o amigo tenta comprar com chocolate a entrada pela porta dos fundos de sua amada: "Si je t'offre des chocolats / Est-ce que tu me laisses passer par derrière?". A amiga não cede. Ele aumenta a oferta, promete um par de brincos e até um Chevrolet, mas mesmo assim só consegue o acesso à "porta do jardim".

Bom, já passamos de cinco... Sugestões?

Eclipse oculto - Caetano Veloso
La porte du jardin - Ramon Pipin
Lovely Rita - Travis
No pussy blues - Grinderman
Norwegian wood - Beatles
Too drunk to fuck - Dead Kennedys

[PS - Só vi hoje a lista sobre cores que o Cris, mais um dos novos colaboradores do blogue, postou aí embaixo há alguns dias. O Blogger sabotou a lista dele e a inseriu depois do post sobre times de futebol que o Leo deve ter publicado mais ou menos na mesma hora (possivelmente um conflito de fuso horário - inconvenientes de um blogue transatlântico). Em todo caso, recomendo a visita, caso ela tenha passado desapercebida também a alguns de vocês.]

19.6.07

Amor, o ato de amar (Post indicado para maiores de 16 anos)

Então vou hoje com um tema que só não é mais mamão-com-açúcar que a apologia do Bernardo (Aliás, ouvi hoje Remedy (Black Crowes) e Special K (Placebo).



Vamos elencar aqui canções que versem sobre o sexo, belas trepadas, ripa na chulipa, rala-e-rola, pimba na gorducinha, lesco-lesco, mandioca na mariscada, enfim, vocês entenderam.

A restrição é a de sempre: uma música por cantor/compositor. Vale, claro, sexo de qualquer jeito. Não precisa ser uma descrição do ato sexual, basta um comentário maldoso, um pensamento de sacanagem no ar. Isso justifica a presença da canção do Mundo Livre S/A.

O maior problema, sem dúvida, está em restringir tantas e tantas canções do Roberto. Mas no fim das contas tenho que ficar com "O Côncavo e o Convexo" até por esta bela canção ter na letra a palavra que importa, e rima. Do Dylan, vai ser "It Takes a Lot to Laugh, It Takes a Train to Cry", por conta do maravilhoso par de versos "Don't my gal looks fine / When she's comin' after me". Então vamos em frente.

O Côncavo e o Convexo - Roberto Carlos
You Shook Me All Night Long - AC/DC (a música definitiva sobre o assunto e o melhor clipe da história)
Deixa eu te amar - Agepê
Norwegian Wood (This Bird Has Flown) - The Beatles
Sexo - Ultraje a Rigor
Thursday - Morphine
Como dois animais - Alceu Valença (isso é uma maravilha)
The Boxer - Simon & Garfunkel
Faz parte do meu show - Cazuza

She's Losing It
- Belle & Sebastian
Pintura Íntima - Kid Abelha
Sexual Healing - Marvin Gaye
Rock das Aranha - Raul Seixas ("O mundo foi feito tomada com plugue")
Teenage Lust - Jesus nad Mary Chain
Meninos e Meninas - Legião Urbana (Reparem, senhoras e senhores, que no vídeo ele está de bigode)

Sex Machine
- James Brown
Musa da Iha Grande - Mundo Livre S/A
It Takes a Lot to Laugh, It Takes a Train to Cry - Bob Dylan

Menções honrosas dos comentários que não podiam ter faltado:

Too drunk to fuck - Dead Kennedys (Nana, como eu fui esquecer dessa?!)
Summer '68 - Pink Floyd (comentário de bernardo)
Let's spend the night together - David Bowie (comentário de bernardo)
A quick one (While he's away) - The Who (Bernardo, como eu fui esquecer essa tbm!)
Borbulhas de amor - Fagner (comentário de Penélope)
Erotica - Madonna (comentário de koalabala)
Adivinha O Quê? - Lulu Santos(comentário de koalabala)

Aguardo o comentário sobre Norwegian Wood, a melhor música dos Beatles atualmente.

15.6.07

O ópio do povo

Não, não tem nada a ver com o post de maior sucesso até aqui do nosso Armazém. A lista agora é sobre futebol. Mais especificamente, sobre times de futebol.

Vale música feita em homenagem ao seu time de predileção, ao time que você detesta, ou em cuja letra uma simples menção ao time seja feita (direta ou indiretamente; a lista abaixo está cheia de sutilezas, que comentarei se os leitores quiserem, na caixa dos comentários - e desculpem a redundância).

Por outro lado, não vale hino de time, nem música sobre a seleção brasileira. Hino cada time tem um, oficial, e a lista viraria mera compilação, sem muito interesse musical (ninguém em sã consciência agüenta ouvir uma compilação de hinos de time). Já as músicas sobre a seleção, deixei de fora em sinal de protesto contra os milico, que tão chiando demais contra a pensão concedida à viúva do Lamarca. Xô então pras marchinhas ufanistas dos anos 70 e adjacências.

Vale repetir compositor. Se não valesse, a lista ia ter lacunas. Bernardo não gosta de listas com lacunas. Logo, vale repetir compositor (e desculpem a redundância).

Por outro lado, não vale repetir time. Senão, a lista seria só sobre o Flamengo. É uma lista a se pensar no futuro. Como bom atleticano mineiro, eu quero mais é que o Flamengo caia pro quinto dos infernos, digo, pra terceira divisão, mas tenho que reconhecer que muitas músicas boas foram compostas em homenagem ao time rubro-negro que mais ganhou roubado no Brasil.

Encontrei músicas sobre os 4 do Rio e de São Paulo, e sobre os 2 de Minas e Rio Grande do Sul. Além de um time argentino que tava dando bobeira por aí. Com certeza, outras hão de existir. Conto com nossos leitores do Nordeste para rechear a lista original. Olho no lance:

1 x 0 - Pixinguinha (Flamengo)
Aconteceu em POA - Nhém-nhém-nheiros do Hawaii (Grêmio)
Biscate - Chico Buarque e Gal Costa (River Plate)
Bom Tempo - Mônica Salmaso (Fluminense)
E o juiz apitou - Wilson Batista (Botafogo)
Galo e Cruzeiro - Vander Lee (Atlético-MG)
Gol Anulado - João Bosco e Aldir Blanc (Vasco)
O Futebol - Chico Buarque (Santos)
Saudação rubro-negra - Wilson Simonal (Corinthians)
Sinfonia Paulistana - Billy Blanco (São Paulo e Palmeiras)
Trem Azul - Lô Borges (Cruzeiro)
Trova - Kleiton e Kledir (Internacional-RS)

Cores

Olá, todos. Faço hoje minha estréia neste blog, mas antes de sapecar a primeira lista gostaria de agradeçar o Bernardo pelo convite, alçando o palpiteiro à condição de um dos titulares, para figurar entre os bambas do musicapotencial (salve, Raphael, que não vejo há muito tempo, e demais, que ainda não conheço pessoalmente). Fico muito honrado e feliz.

Inauguro minha contribuição com uma lista que à primeira vista seria moleza: cores. Tem música pra xuxu falando de cores por aí. Por isso resolvi restringi-la um pouco: ao critério constitucional de uma música por intérprete acrescentei o de uma música por cor. Além disso, essa primeira versão foi composta apenas por músicas anglófonas (meu uaiPod anda pouco freqüentado pelos brasileiros) e que respeitem o modelo "cor + substantivo", no máximo um artigozinho antes.

Eis que ficou uma listinha enxuta. Na seqüência posto outra versão, sem a restrição gramatical.

- White Room - Cream
- Yellow Submarine - Beatles
- Orange Crush - R.E.M.
- Red Barchetta - Rush
- Pink Moon - Nick Drake
- Purple Haze - Hendrix
- Blue Train - John Coltrane
- Green eyes - Nick Cave
- Brown Sugar - Stones
- Grey December - Chet Baker
- Black Night - Deep Purple
- The Golden Age - Beck

Bonus:
- Ultraviolet - U2

Vale citar a ausência de "Golden Slumbers", dona absoluta da vaga para o dourado, que teve de ser sacrificada em favor da fundamental "Yellow Submarine". Não dá pra levar a sério uma lista de MuPo sobre cores sem o "submarino marelo".

14.6.07

A bênção, painho

A turma de outras paragens que me desculpe, mas é fato que a maior parte da boa música popular brasileira vem de dois estados: Rio de Janeiro e Bahia.

Nada mais natural, portanto, que haja pencas de músicas cantando as belezas de ambos. Cada um deles merece uma lista à parte, para dar seqüência à lista sobre topônimos.

Proponho então uma lista com músicas sobre a Bahia, uma das mais adoráveis unidades da nossa federação. Não é de se espantar que elas sejam interpretadas na maior parte por artistas baianos.

Diante disso, e para não deixar nenhuma música boa de fora, subverto a combinação inicial e suspendo momentaneamente a regra que limitava a participação dos intérpretes a uma música por lista. Tentei diversificar ao máximo, mas alguns bananas de pijama aparecem em diversas entradas.

Talvez por isso esta é uma das mais exaustivas listas que já fiz. Um aviso aos navegantes: "Itapoã", do Caetano, ficou de fora deliberadamente - acho um saco.

Acontece que eu sou baiano - Dorival Caymmi
Back in Bahia - Gilberto Gil
Bahia - Stan Getz e Charlie Byrd
Bahia com H - João Gilberto, Caetano Veloso e Gilberto Gil
Cada macaco no seu galho - Gilberto Gil e Caetano Veloso
Ê baiana - Walter Alfaiate
Eu vim da Bahia - João Gilberto
Falsa baiana - Cyro Monteiro
Feira de Santana - Tom Zé
Hino do Esporte Clube Bahia - Gilberto Gil e Caetano Veloso
Hino do Senhor do Bonfim - Vários (Tropicália)
Na Bahia - Coisas Nossas
No tabuleiro da baiana - Luiz Barbosa e Carmen Miranda
O abacaxi de Irará - Tom Zé
O que que a baiana tem? - Clara Nunes
Qual é, baiana? - Caetano Veloso
Quando eu penso na Bahia - Caetano Veloso
Quero voltar pra Bahia - Paulo Diniz
São Salvador - Gal Costa
Saudade da Bahia - Dorival Caymmi e Tom Jobim
Tarde em Itapoã - Vinicius de Moraes
Triste Bahia - Caetano Veloso
Você já foi à Bahia? - Trio Irakitan

Qualquer dia eu volto com uma lista sobre o Rio.

10.6.07

Apologia

Alguns talvez reclamem que o critério para a lista a seguir está mal recortado. E está mesmo. Mas pode servir de ponto de partida para derivarmos algumas listas interessantes a partir desta versão inicial.

A idéia é listar músicas relacionadas ao universo das drogas. Do cafezinho à heroína, valem drogas leves e pesadas, legais e ilícitas, bem como referências mais gerais ao universo de seu comércio e consumo.

Desta vez, vale repetir as drogas; o único limite imposto é o de uma música por intérprete. Tive a fineza de evitar músicas do Planet Hemp; a rigor, devia proibir também as músicas do Lou Reed, mas seria uma triste perda.

A elas:

Brown sugar - Rolling Stones
Beberrão - Candeia
Chocolate - Tim Maia
Cigarette - Jacques Higelin
Cocaine - Eric Clapton
Cold turkey - John Lennon
Drugs - Talking Heads
Eu bebo sim - Elizeth Cardoso
Get on the right thing - Paul McCartney
Heroin - Velvet Underground
I'm waiting for the man - Lou Reed
Je bois - Boris Vian
Je fume pu d'shit / J'refume du shit - Stupeflip
Jurubeba - Gilberto Gil e Jorge Ben
Lucy in the sky with diamonds - Beatles
Miss Lexotan 6mg garota - Júpiter Maçã
One more cup of coffee - White Stripes
Rainy day women #12 & 35 - Bob Dylan
Rehab - Amy Winehouse
Sweet wine - Cream
White light, white heat - David Bowie
Wined and dined - Syd Barrett

7.6.07

Mais bichos

Conforme prometido, rebato a lista gringa de animais do Dudu com uma lista genuinamente brasileira. Gostei da restrição que ele propôs nos comentários: ficam vetadas músicas da Arca de Noé. Acrescento à lista proibida os discos Saltimbancos e Bicho, do Caetano. De resto, uma música por intérprete e uma música por bicho (embora eu tenha tomado a liberdade de incluir na lista o boi e a vaca em entradas distintas).

Ficou assim:

As andorinhas - Secos & Molhados
Rock das aranhas - Raul Seixas e Marcelo Nova
Rock da barata - Jorge Mautner
Qual é a do boi? - Milton Banana Trio
As borboletas - Brazilian Octopus
Boto - Tom Jobim
Morre o burro, fica o homem - Jorge Ben
Rock da cachorra - Eduardo Dusek
Canário do reino - Tim Maia
Caxinguelê das crianças - Clementina de Jesus
O canto da ema - Jackson do Pandeiro
Negro gato - Roberto Carlos
Passa, passa, gavião - Sidney Miller
Juventude javali - Tom Zé
Cada macaco no seu galho - Gilberto Gil & Caetano Veloso
As mariposas - Adoniran Barbosa
O pato - João Gilberto
Peixe - Doces Bárbaros
Voa, voa, perereca - Caetano Veloso & Jorge Mautner
Em festa de rato não sobra queijo - Velha Guarda da Portela
O rouxinol - Gilberto Gil
O sapo no saco - Pedro Miranda
Amigo urso - Moreira da Silva
Samba do urubu - Pixinguinha
Vaca profana - Caetano Veloso

6.6.07

Discovery Channel

Olá colegas. Monsier Bernard me chamou pra participar dessa festa aqui. Espero não estragar a brincadeira.

Então vou começar com uma simplezinha, seguindo a idéia da adedanha: animaizinhos. Vale qualquer bicho real. Nada de seres mitológicos, portanto a Sereia, clara como a luz do sol, do Lulu Santos, está fora. Ah, como estou só começando e não quero ser visto como faxista, pode repetir os bichos. Meu coração não saberia escolher entre Blackbird, Free Bird, Little Bird ou The Bird, visto que já foi dificílimo deixar And Your Bird Can Sing de fora. Free as a Bird não. É chata.

Vou só com os de fora, deixo os bichos nacionais pros comentários.


Blackbird - The Beatles
Boris the Spider - The Who
Cat's Squirrel - Jethro Tull
Dead Shrimp Blues - Robert Johnson
Dirty Old Egg-Sucking Dog - Johnny Cash
Dog Eat Dog - AC/DC
Free Bird - Lynyrd Skynyrd
Funny Little Frog - Belle & Sebastian
High on a Horse - Grand Funk Railroad
Karma Kameleon - Culture Club
Lazy Butterfly - Devendra Banhardt
Leopard-skin Pill-box Hat - Bob Dylan
Lion's Den - Bruce Springsteen
Little Bird - White Stripes
Peacock Suite - Paul Weller
Rabit Food Blues - Blind Lemon Jefferson
Ride a White Swan - T-Rex
Snake Drive - Eric Clapton
Stray Cat Strut - Stray Cats
The Bird - Charlie Parker
The Black Hawk War - Sufjan Stevens
The Serpent - Genesis
The Tinker and the Crab - Donovan
War Pigs - Black Sabbath
Wild Horses - Rolling Stones

Bonus tracks:
At the Zoo - Simon & Garfunkel
Como dois animas - Alceu Valença
Master of Puppets - Metallica
Several Species of Small Furry Animal Gathered Together in a Cave and Grooving With a Pict - Pink Floyd (Botei essa só de raiva pq Lucifer Sam (o gato) teve de ficar de fora)

5.6.07

Yes, sir, no, sir

Uma listinha atrasada para comemorar os 40 anos do Sgt. Pepper: a idéia é relacionar músicas com as diferentes patentes da hierarquia militar. Mas vamos considerar apenas os principais cargos, ou mais precisamente dizendo, os cargos de nome simples - nada de major-general ou tenente-coronel.

Para completar a lista, foi preciso infringir uma regra que eu havia me imposto inicialmente e incluir músicas que eu não conheço. Mas entendam que é uma exceção em prol da ausência de lacunas. Em todo caso, tentei manter alguma coerência com o meu gosto musical; quem conhecer canções melhores fique à vontade para incrementar a lista.

Aos milicos:

General Lee - Johny Cash
Bye bye colonel - Ennio Morricone
Me and the major - Belle & Sebastian
My captain - Muddy Waters
Lieutenant Julian - Sam Manning
Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band - Beatles
Corporal Clegg - Pink Floyd
Broken boy soldier - Raconteurs

Bonus track: Le déserteur - Boris Vian

E, pra não perder a viagem, algumas músicas sobre guerra:

A guerra dos meninos - Roberto Carlos
Eu vivo num tempo de guerra - Maria Bethânia
Happy X-Mas (War is over) - John Lennon
Life during wartime - Talking Heads
Marchin' off to war - William Bell
Queremos guerra - Jorge Ben e Gilberto Gil
War - The Temptations
War child - Jethro Tull
War pigs - Black Sabbath

2.6.07

Dialogando

Músicas que são ou que contêm diálogos são legais. Quem nunca se dividiu em dois grupos para cantar "Amigo é pra essas coisas" que jogue a primeira sandália da feira hippie. Falando sério agora, várias vezes uma conversa, real ou imaginária, foi motivo de inspiração para a música popular. Em algumas dessas várias vezes, a própria conversa, no todo ou em parte, foi transcrita para a letra da música. E é disso que se trata. Mais uma lista cujo critério é a letra, e não o título. Inclusive porque há títulos, como "Conversa de botequim", do Noel, cujas letras não transcrevem uma conversa. No exemplo dado, a letra se refere a um milhão de ordens que o cliente do bar dá, mas não há resposta do interlocutor. Eu quero diálogo, não monólogo.

Listemo-las:

Amigo é pra essas coisas - MPB-4
Biscate - Chico Buarque e Gal Costa
Cantiga do Sapo - Jackson do Pandeiro
Ela disse-me assim - Lupicínio Rodrigues
Father and Son - Cat Stevens
Harold the Barrel - Genesis
Hello, Goodbye - U2 (!)
O Pato - João Gilberto
Quando eu pego as francesas - Josué Júnior
Quem te viu, quem te vê - Nara Leao
She Said, She Said - Beatles
Sem Fantasia - Maria Bethânia
Sinal Fechado - Paulinho da Viola
Space Oddity - David Bowie
Teddy Boy - Paul McCartney
Um calo de estimação - Zé da Zilda

PS: PAREM AS MÁQUINAS! RAFAEL ENTROU PARA O BLOG! Bem vindo, Rafa. Dentro em breve, nossos leitores verão que o Jack Palance (Acredite se quiser) era um mero amador. Rafael é o verdadeiro guardião do significado da palavra "improvável". E o legítimo também.

30.5.07

Mais geografia

Uma maneira possível de se pensar em critérios para listas é tentar resgatar as categorias do adedanha - ou stop, como é conhecido em outras capitais esse curioso jogo que marcou minha pré-adolescência (ainda preciso pôr em prática a idéia do Paulinho de fazer um jogo só com categorias improváveis, tipo "fluidos corporais").

Pois bem, estávamos no CEP, categoria que abarcava cidades, estados e países. A categoria vinha sendo desmembrada aqui no Armazém, e nada mais justo que dar seqüência ao raciocínio. Com vocês, músicas sobre países - uma para cada país, uma para cada intérprete.

The secret life of Arabia - David Bowie
Australia - Kinks
Aquarela do Brasil - Ary Barroso
China girl - Iggy Pop
Cuba y España - Compay Segundo
Rainha do Egito - Jorge Mautner
Guiné Bissau, Moçambique e Angola - Tim Maia
Haiti - Arcade Fire
India - John Coltrane
Viva Nigeria - Fela Kuti
Paquistão - Luiz Melodia
Adiós Panamá - Bebo Valdes
Portugal de navio - Mutantes
A night in Tunisia - Art Blakey
Anarchy in the UK - Sex Pistols
SS in Uruguay - Serge Gainsbourg
Back in the USA - Chuck Berry
Back in the USSR - Beatles
Child's christmas in Wales - John Cale

A exceção digna de menção é a presença dupla do País de Gales, que já estava incluído em "Anarchy in the UK" e volta a aparecer em "Child's christmas in Wales". Mas deixo passar por licença poética e em homenagem a minha recente viagem a Cardiff.

Sugestões?

25.5.07

Mais cidades

Bola pra frente: a lista sobre Paris é o pretexto ideal para requentar mais uma lista originalmente publicada na Rainha: músicas sobre cidades. Prosseguimos então com a importação das listas antigas - está quase acabando.

Enquanto isso, podemos ir pensando em novas categorias inspiradas pelos últimos dois posts. Valem músicas sobre estados, países e outras cidades que mereçam uma lista só pra elas. Alguém se habilita? Quem mandar uma lista aceita para publicação leva um convite para se tornar colaborador do blogue.

Mas vamos às cidades. O critério não tem muito erro: o nome da cidade tem que entrar no título; uma entrada por intérprete. A nova lista tem 38 faixas, incluindo 13 acréscimos à primeira versão, entre sugestões dos leitores e atualizações, e duas supressões ("As curvas da estrada de Santos" e "Motorway to Roswell" são músicas sobre estradas, mais do que sobre cidades, e ficam aguardando então essa outra lista).

Fiquem então com a lista cidades 2.0.

Amsterdam – Jacques Brel
Concierto de Aranjuez - Miles Davis
Mulheres de Atenas - Chico Buarque
Rivers of Babylon - Boney M.
Mil e uma noites de Bagdá – Jorge Mautner
A passage to Bangkok - Rush
Belo Horizonte - John McLaughlin
Berlin – Lou Reed
Buenos Aires anti-social club – Kevin Johansen & the Nada
Fire in Cairo - The Cure
Bluebird of Delhi – Duke Ellington
Panic in Detroit – David Bowie
Romance en la Habana - Bebo Valdes
Rosa de Hiroshima – Secos & Molhados
O abacaxi de Irará – Tom Zé
Juazeiro - Luiz Gonzaga
Kansas City - Beatles
Las Vegas – Mathieu Boogaerts
Forró em Limoeiro – Jackson do Pandeiro
London – Smiths
L.A. woman – The Doors
Macapá – Gilberto Gil
Mexico (J'irai à) – Les Voleurs de Poules
Miraí (Meus tempos de criança) - Ataulfo Alves
New York USA – Serge Gainsbourg
Il est cinq heures, Paris s'éveille – Jacques Dutronc
Piri Piri – Paulo Diniz
Para um amor no Recife – Paulinho da Viola
Rio – João Donato
Fake tales of San Francisco - Arctic Monkeys
San Tropez - Pink Floyd
San Vicente - Milton Nascimento
Bomba H sobre São Paulo – Arnaldo Baptista
Dear old Stockholm - John Coltrane
Welcome to Tijuana – Manu Chao
Para Vigo me voy – Compay Segundo
A caminho de Viseu – Pandalelê
Bonus track: Cities – Talking Heads

23.5.07

Boa notícia (Paname)

A idéia das listas começa a germinar... A grande amiga e leitora de primeira hora Ana Luiza Beraba me convidou para publicar algumas delas na revista Filmes do Estação, do grupo de cinema homônimo, que está sendo lançada agora.

Será algo como uma coluna de música potencial, que terá uma breve introdução e uma lista de músicas inspirada pelo tema de um filme distribuído pelo Estação em destaque naquela edição da revista. E a idéia é colocar o tema na roda aqui no Armazém antes de fechar a lista, para poder incorporar algumas sugestões dos leitores.

O pontapé inicial será dado com uma lista inspirada pelo filme Paris, je t'aime, que pode ser ele próprio definido como um exercício de cinema potencial: foram encomendados curtas de cinco minutos ambientados na Cidade-Luz a 20 diretores de todo o mundo (um para cada arrondissement).

Não vi o filme ainda, mas isso não compromete a lista. Paris, como Londres, Nova York e o Rio, está entre as cidades mais cantadas na música popular. As músicas sobre Paname se contam às dezenas, senão centenas.

Para limitar as entradas, decidi restringir a lista a músicas que tivessem o nome da cidade do título, com o coração partido por excluir faixas como o "Samba de Orly" do Chico, "Alec Eiffel", dos Pixies, ou mesmo o impagável "Acertei no milhar", do Moreira da Silva ("Até que enfim agora sou feliz / Vou conhecer a Europa inteira, até Paris"...).

Assim seja:

Afro Paris - Dizzy Gillepsie
April in Paris - Ella Fitzgerald & Louis Armstrong
Choro em Paris - Arranca Toco
Cidade luz (C'est Paris) - Cauby Peixoto
De Paris a Irajá - Jorge Aragão
Dix jours avant Paris - Sanseverino
From Paris to Rio - Giacomo Bondi (essa eu nunca ouvi mas tem que entrar! Alguém conhece?)
Fui a Paris - Moreira da Silva
I love Paris - Maysa
Ici Paris - Noir Désir
Il est cinq heures, Paris s'éveille - Jacques Dutronc
Last tango in Paris - Gotan Project
Paris - Carmen Miranda
Paris 1919 - John Cale
Paris blues - Duke Ellington
Paris de Santos Dumont aos travestis - Moacyr Luz
Paris mai - Claude Nougaro
The last time I saw Paris - Luiz Eça
Um baiano em Paris - Moraes Moreira

O que mais poderia entrar? Sejamos criteriosos, porque a lista a ser publicada terá um limite de entradas - que a Ana bem podia definir logo, hein?!

Dureza seria fazer uma lista com uma música sobre cada arrondissement, como no filme! Alguém arrisca? Eu lanço a primeira pedra: "Le blues de la Porte d'Orléans", do Renaud, com seu "séparatiste du 14e arrondissement"...

20.5.07

Canta, canta, minha gente

Então, já estava na hora de participar um pouco do blogue, pelo menos do lado de cá. Mas o tempo anda curto e a concorrência com o Bernardo é desleal. Por dois motivos. Primeiro, o mp3 dele tem 60 vezes mais memória que o meu. Logo, 60 vezes mais músicas. Segundo, o sacripanta tem uma dúzia de listas prontas há meses, enquanto o neófito aqui, de pronta, só tinha a lista de compras da semana retrasada. Mas deixa estar, a gente fazemos o que a gente podemos, e tal.

À lista, pois. Vocês já perceberam a quantidade de músicas que falam sobre o próprio ato de cantar? Seria egocentrismo, metalinguagem, expiação ou falta de assunto? O que importa é que os compositores, sobretudo os brasileiros, andaram e andam sempre às voltas com sua própria profissão, e produzem assim algumas pérolas do cancioneiro nacional, no bom e no mau sentido.

O critério para a lista é o seguinte: músicas que falam do ato de cantar como atividade transcendental do eu-poético, seja por catarse, profissão ou qualquer outro motivo. Trocando em miúdos, o cantar deve ser o elemento mais importante da música. Por isso, "Singin’ in the rain", por exemplo, fica de fora. Nela, o cara está feliz, por isso canta. O que eu quero são músicas em que o cara fica feliz (ou triste, ou realizado, ou fodido-e-mal-pago) porque canta. Entenderam? Eu também não entendi muito, mas assim é melhor, cada um põe o que quer e a gente quebra o pau nos comentários. Beleza?

Minha primeira lista avacalha o coreto geral. O critério agora não precisa estar no título, pode estar na letra da música também. E ainda pus os intérpretes primeiro, para mudar um pouco a ordem Bernardiana.

Capinan e Edu Lobo - Ponteio (ele quer viola, mas é para cantar)
Chico Buarque - Bastidores ("Cantei, Cantei/Como é cruel cantar assim")
Dorival Caymmi - O Cantador
Gal Costa - Força Estranha ("Por isso uma força me leva a cantar")
Godofredo Guedes - Cantar
Hector Lavoe - El Cantante
João Nogueira - Minha Missão ("O meu canto é uma missão/Tem força de oração/E eu cumpro meu dever")
Milton Nascimento - Nos Bailes da Vida
Mutantes - Cantor de Mambo
Paulinho da Viola - Eu Canto Samba (... porque sou assim e me sinto contente)
Raul Seixas - O Homem ("Esse meu canto que não presta/Que tanta gente detesta/Mas isto é tudo que me resta")

Alguém me acha uma em inglês?